28 de ago de 2010

Angelina Zacchei de Espoleto



 
Bem-Aventurada Angelina Zackhei de Espoleto (1425-1450)

Descendente da nobre família Zachei, Angelina nasceu em Borgo Monterone, Espoleto, em 1425. Foi uma menina silenciosa e reflexiva. Quando jovem, não partilhava as mesmas atrações das jovens, de igual condição de nobreza. Deus a atraia para uma vida de total consagração a Ele. Teve ainda em casa uma forte experiência Mística esponsalícia: um anjo parecia colocar-lhe no dedo, uma aliança com a qual o Senhor a desposava. Fortalecida pela graça dessa experiência espiritual, soube superar todas as dificuldades colocadas pelos pais, diante de seu desejo de consagração a Deus. Aos quinze anos, em 1440, ingressou no Mosteiro de Clarissas de São Gregório Menor, em Espoleto, onde foi acolhida pela própria tia, que era então abadessa. Foi dedicada e pontual nos trabalhos e orações. Sempre sorridente, disponível, rígida consigo mesma na penitência. Sua ocupação foi tecer, além de ter sido enfermeira e porteira. Sua breve jornada de vida clariana, apenas dez anos, limitou-se ao programa corajoso de mergulhar em Deus plenamente, abandonar-se a Ele, na fragilidade e pequenez. Crescia admiravelmente na santidade. Aos 29 de junho de 1450, aos vinte e cinco anos de idade, morre tuberculosa. Até o momento final manteve-se fiel às vigílias de oração, ao Ofício Divino e aos trabalhos, apesar da extrema debilidade física causada pela doença. Após sua morte, sua fama espalhou-se rapidamente. É conhecido o fato de que, por sua intercessão, inúmeras gestantes receberam a graça de um feliz parto. Seus despojos são venerados no atual Mosteiro de Santo Omobono em Espoleto, onde, ainda hoje existe a comunidade de Clarissas que mantém viva através dos séculos a memória de Angelina Zacchei, contemporânea de Santa Coleta, de Santa Catarina de Bolonha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário